Tirando de Letra 2015 – “André Neves, em caminhos…”

Um nascedouro de ideias.
O encontro entre ideia e imagem.
A palavra. A tinta e o papel. A leitura…

 
É com imenso prazer que nós, da TG3, convidamos a todos para conhecerem de perto a exposição “André Neves, em caminhos…”, parte integrante do projeto “Tirando de Letra 2015”, promovido pelo Sesc Ribeirão Preto. Esta é a quinta edição da exposição, capitaneada pela TG3 a convite do Sesc: um trabalho só possível pela confiança e principalmente pela total presença e apoio de todas as equipes do Sesc em todos os momentos, dos primeiros passos da pesquisa à batalha da montagem; pelos múltiplos olhares e interpretações dos artistas que assinam os adereços e que, transcendendo ideias, deram um show de comprometimento durante a montagem; pela generosidade do André Neves, que abriu todas as portas para que vasculhássemos de perto seus processos de criação e sua maneira de pensar uma “literatura para a infância”, enriquecendo nosso repertório de ideias para a criação desta exposição. Agora tudo está lá, já em pleno atendimento, e esperando receber dezenas de milhares de pessoas de todas as idades até setembro. Na convivência e partilha deste trabalho, crescemos! No imaginário de André Neves, libertamos a nossa infância.

De coração, nosso muito obrigado a todos!

Alexandra, Adriano e Célio
Tg3 Design e Conteúdo

Sesc Ribeirão Preto – “Tatiana Belinky – Moradora de Livros”

Com foco principal no incentivo à leitura, e utilizando-se de recursos cenográficos, tecnológicos e elementos lúdicos, a exposição desenvolvida pela TG3 para o SESC Ribeirão Preto apresenta a vida e a obra de Tatiana Belinky a um público prioritariamente formado por crianças de 7 a 14 anos.

Ocupando várias áreas da Unidade, o projeto arquitetônico/cenográfico prioriza um contanto fluente com o tema, propiciando uma vivência do ato de ler, contar e ouvir histórias.

Tatiana Belinky nasceu na Rússia no ano de 1919 e chegou ao Brasil aos dez anos. Sua afinidade e amor pela literatura a tornou escritora. Em 1946, aos 27 anos, já fazia peças de teatro. Com a chegada da televisão, Tatiana passou a adaptar grandes clássicos da literatura para a telinha: atividade pioneira no teatro e na televisão para crianças e jovens. Foi pioneira na TV dos anos 1950, ao roteirizar mais de 360 capítulos da primeira versão do “ Sítio do Pica Pau Amarelo” para a TV. Seja na literatura, no teatro ou na televisão, sua intenção sempre foi despertar nas pessoas o amor pelos livros, tendo compartilhado as ideias e o trabalho com o marido, o psiquiatra e educador Júlio Gouveia.

Dramaturga, escritora, jornalista, tradutora e adaptadora, Tatiana recebeu vários prêmios: Jabuti, APCA, Bienal Nestlè, Monteiro Lobato, Abrinq e Amigo do Livro (da Câmara Brasileira do Livro).

Além da exposição, o projeto conta também com outras peças gráficas desenvolvidas pela TG3 Comunicação, como o “Almanaque das Tatianices”, marcador de livros, mapa da exposição, etc.