TG3 desenvolve “Poesia pra Cantar” em Cuiabá

Com projeto cenográfico e produção da TG3 Design e Conteúdo, o Sesc Arsenal, de Cuiabá MT, inaugurou no dia 12 de agosto/2015 a exposição literária “Poesia pra Cantar”, que apresenta ao público poemas musicados de importantes poetas cuiabanos da atualidade, dentre eles Aclyse de Mattos, Marta Cocco, Luciene Carvalho, Ivens Scaff, Anna Amélia Marimon e Silva Freire. A exposição foi concebida para ser itinerante, e deseja-se, com tal iniciativa, divulgar os textos literários e os escritores de Cuiabá pelos nove Estados que pertencem à Amazônia Legal (Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Maranhão, Amapá, Tocantins e Piauí), por meio do projeto Sesc Amazônica das Artes.

A exposição fica em Cuiabá até o dia 30/10, e pode ser vista de terça a domingo (consulte programação no site www.sescmatogrosso.com.br).

Tirando de Letra 2015 – “André Neves, em caminhos…”

Um nascedouro de ideias.
O encontro entre ideia e imagem.
A palavra. A tinta e o papel. A leitura…

 
É com imenso prazer que nós, da TG3, convidamos a todos para conhecerem de perto a exposição “André Neves, em caminhos…”, parte integrante do projeto “Tirando de Letra 2015”, promovido pelo Sesc Ribeirão Preto. Esta é a quinta edição da exposição, capitaneada pela TG3 a convite do Sesc: um trabalho só possível pela confiança e principalmente pela total presença e apoio de todas as equipes do Sesc em todos os momentos, dos primeiros passos da pesquisa à batalha da montagem; pelos múltiplos olhares e interpretações dos artistas que assinam os adereços e que, transcendendo ideias, deram um show de comprometimento durante a montagem; pela generosidade do André Neves, que abriu todas as portas para que vasculhássemos de perto seus processos de criação e sua maneira de pensar uma “literatura para a infância”, enriquecendo nosso repertório de ideias para a criação desta exposição. Agora tudo está lá, já em pleno atendimento, e esperando receber dezenas de milhares de pessoas de todas as idades até setembro. Na convivência e partilha deste trabalho, crescemos! No imaginário de André Neves, libertamos a nossa infância.

De coração, nosso muito obrigado a todos!

Alexandra, Adriano e Célio
Tg3 Design e Conteúdo

Exposição “ENTRELA[N]CES – Santos, futebol e praia” | comentada por Arnaldo Ferreira Marques

A MELHOR EXPOSIÇÃO QUE VI EM ANOS.

Quem trabalha com curadoria de exposições sabe a dificuldade que é unir conteúdo relevante e expografia bonita e atraente em mostras que não sejam ancoradas em atrações fascinantes por si mesmas, como Dalí ou Ron Mueck.

Há um monte de tentações pelo caminho.

Tentações como as miragens do formalismo desbragado (um monte de telas LCD, superfícies touch-screen, projeções pra todo lado, sons, luzes, pisos e tetos), sem um conteúdo que justifique e sustente tanta pirotecnia.

Ou o conteudismo selvagem, que pretende passar ao fruidor (quem frui, desfruta, aprecia, ou seja, quem visita a exposição com atenção) uma enorme massa de conteúdo escrito e iconográfico – o famoso “livro de parede”, terror de todo historiógrafo. Quem consegue ler/ver tanta coisa?

Ou ainda a tentação de ser “bacana” com a mistura de tudo-ao-mesmo-tempo-agora (objetos tridimensionais, depoimentos em áudio, fotografias, holografias etc. etc. etc.), outra forma de formalismo pretensioso e excessivo do qual – apesar do conteúdo às vezes até ser interessante – o coitado do fruidor sai mais confuso ainda.

Por isso, é com enorme prazer que indico a todas e todos, todo mundo de Santos ou de além-mangue, a vir ver a exposição ‘Entrela[n]ces: Santos, Futebol e Praia’.

Há anos e anos não vejo tanto equilíbrio entre forma e conteúdo, entre inovação expográfica e tema bem tratado, com mensagens claras e curtas que fisgam e encantam o visitante.

A Entrela[n]ces tem como tema o futebol de praia santista.

Em 2006, junto com as professoras do 5º ano da rede municipal – minhas alunas do curso Patrimônio da Gente de educação patrimonial -, cogitamos propor o futebol de praia para ser o primeiro bem imaterial a ser registrado como patrimônio cultural de Santos.

Todo um ritual e um saber de confeccionar traves desmontáveis com canos de pvc, guardá-las em locais apropriados nos prédios da orla, transportá-las nas tardes ou noites certas para a areia, marcar a areia com medidas exatas, instalar as traves cavando a areia… um saber aperfeiçoado em décadas de prática, passado de geração a geração, hoje em grande parte nas mãos de adolescentes.

A ideia de propor o registro acabou não indo para frente por vários motivos, mas ainda é válida.

Foi lindo então ver essa atividade tão nossa em uma exposição de primeiro mundo, incrível, emocionante.

Fiquei emocionado, de verdade.

Venham, venham, venham!

Só podia ser do Sesc! LONGA VIDA AO SESC !

E parabéns à Tg3 e todos os envolvidos.

 

Arnaldo Ferreira Marques

 

Imagens: Arnaldo Ferreira Marques

 

Video TV Tribuna

TG3 participa do projeto “Circo da Gente” – Sesc Santo André

A exposição ‘Circo da Gente’, em cartaz no Sesc Santo André entre os dias 24 de maio e 2 de novembro, apresenta ao público de todas as idades as relações entre o imaginário popular e o cotidiano das trupes circenses. Trailers, tendas, picadeiro, cartazes lambe-lambe, traquitanas e bonecos são alguns dos elementos que dão o tom da ambientação, apresentando o modo de vida desses multiartistas nômades, que viajam de cidade em cidade em caravanas, e que transmitem seus conhecimentos de geração em geração dando continuidade ao conceito de circo-família.

A identidade visual, a comunicação visual e os materiais gráficos de mediação foram desenvolvidos pela TG3.

Eva Furnari – “Otrapalhçãa”

Uma criação da TG3 para o Sesc Ribeirão Preto

Pelo 4º ano consecutivo, a TG3 desenvolve, para o Sesc Ribeirão Preto, a cenografia do Projeto Tirando de Letra, que já se encontra em sua 5ª edição. Este ano, o projeto apresenta ao público a obra da premiada autora de livros infantis, ilustradora, professora e arquiteta ítalo-brasileira Eva Furnari, que em sua extensa produção literária já soma mais de 60 títulos.

O projeto arquitetônico/cenográfico ocupa várias áreas da Unidade SESC Ribeirão Preto, priorizando um contato fluente com o tema, propiciando uma vivência que vai além dos atos de ler, contar e ouvir histórias. A exposição coloca o visitante em contato direto com os temas abordados pela autora que, em suas narrativas, apresenta um grande talento para o humor e o nonsense, utilizando-se de recursos como paródias, trocadilhos, reinos encantados sempre malucos, realismo e bastidores da vida e, de uma forma genial, a metalinguagem.

Muitos artistas aderecistas foram envolvidos na produção de bonecos, objetos, traquitanas e interações tecnológicas, tornando os ambientes lúdicos e repletos de fantasia.

A exposição foi inaugurada no dia 9 de maio/2014, e fica em cartaz até 21 de setembro/2014, período em que prevê receber mais de 20 mil estudantes de Ribeirão Preto e região, além de visitas espontâneas do público em geral.

Visitação: de terça a sexta, das 13h30 às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h (Rua Tibiriça, 50, Centro, Ribeirão Preto – SP)

Livre. Grátis.

 

Sesc Bertioga – “O que te move?”

O projeto “O que te move?”, desenvolvido pelo Sesc Bertioga para esta época do ano tão especial, é  composto por ambientação cenográfica e material gráfico de mediação desenvolvidos pela TG3 Comunicação. A cenografia, aliada a uma extensa programação sociocultural, nos propõe refletir sobre nossos propósitos de vida, nosso tempo de viver, nossas motivações para o dia a dia e nossas relações com o outro.

O que te move?

A pergunta está no ar, e respondê-la nada mais é do que expandir para nossa vida a compreensão de que o que nos move é, ao mesmo tempo, o porquê de nossa existência.

Sesc Bauru: “Olhos de Barros – A Poesia de Manoel”

Manoel de Barros, poeta cuiabano que nasceu em 1916 e que continua escrevendo até hoje, é o tema de uma exposição criada e desenvolvida pela TG3 Comunicação para o Sesc Bauru, e que atenderá ao público até o dia 2 de dezembro/2012.

“Olhos de Barros – A Poesia de Manoel” é o título do projeto, que além de uma programação direcionada e materiais de mediação, utiliza-se de recursos cenográficos, tecnológicos e elementos lúdicos em uma exposição montada na Área de Convivência e um desdobramento dedicado ao público externo por meio de uma versão itinerante que ocupa outros espaços públicos.

O projeto expositivo criado pela TG3 tem como foco principal ser uma ambientação da obra do poeta, colocando o visitante diante do rico universo imagético que Manoel de Barros desvenda em cada poema, cada frase, cada palavra. A exposição inova no quesito “sustentabilidade”, pois foi construída com materiais de fácil reciclagem e baixo impacto ambiental. A ideia também foi seguida pelos artistas que cuidaram da adereçagem da exposição. São eles:  Elaine Rosa, Stúdio 2B, Horácio de la Rosa, Juliano Silva, Mazzon Gil, Nanda Ribeiro, Néia Pereira, Rafael Modesto, Ricardo Valzoni, Zé Gambelli e videomakers convidados.

SESC Ribeirão Preto – “Ricardo Azevedo – Do seu ponto de vista”

Pelo segundo ano consecutivo, a TG3 Comunicação desenvolve, para o SESC Ribeirão Preto, uma exposição cenográfica e materiais de mediação para o projeto Tirando de Letra cujo tema, dessa vez, é Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador de uma extensa obra dedicada principalmente às crianças e adolescentes.

O projeto arquitetônico/cenográfico ocupou várias áreas da Unidade SESC Ribeirão Preto, priorizando um contanto fluente com o tema, propiciando uma vivência que vai além dos atos de ler, contar e ouvir histórias: a exposição coloca o visitante em contato direto com os processos de criação do autor, abrindo uma oportunidade para que todos possam experimentar o “fazer” literário, desmistificando a ideia de que apenas pessoas com aptidões inatas podem criar histórias, escrever ou desenhar. Com o título “RICARDO AZEVEDO – Do seu ponto de vista”,  o visitante é convidado a lançar um olhar sobre o autor e encontra, nos diversos espaços, não ideias prontas, mas elementos para que possa construir sua própria opinião sobre ele.